Weby shortcut

Histórico

Atualizado em 28/10/15 10:13.

As quatro edições anteriores do Congresso Brasileiro de Etnomatemática (CBEm) confirmaram e consolidaram o desenvolvimento das relações entre os investigadores e professores não só no âmbito nacional, como internacional. O CBEm1, realizado em novembro de 2000, na Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FE/USP), com cerca de 300 participantes, que teve por objetivos reconhecer o potencial das diferenças culturais no processo ensino-aprendizagem, promoveu não só resultados de pesquisa/análise das raízes culturais das ideias matemáticas, mas também possibilitou o compartilhar de ideias e modos de recuperar/investigar como o "outro" compreende e discutir as bases teóricas da etnomatemática.

Em mais um passo de consolidação da Etnomatemática como uma tendência das pesquisas e estudos em Educação Matemática, ocorreu, de 04 a 07 de Abril de 2004, o CBEm2, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em Natal - RN, que contou com aproximadamente 200 participantes. Salienta-se também o Segundo Encontro Internacional de Etnomatemática, que ocorreu no meio deste período, na Universidade Federal de Ouro Preto, em Julho de 2002, com a presença de 300 pesquisadores, enfatizando a importância do Brasil na consolidação desta linha de estudos e pesquisas.

O CBEm3, realizado de 26 a 29 de março de 2008 na Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense — UFF, em Niterói - RJ, reuniu um público aproximado de 300 pessoas e procurou resgatar os pontos positivos e as preocupações levantadas nos eventos anteriores, tanto nacionais quanto internacionais. Teve por principal objetivo promover o amplo debate sobre os problemas de pesquisa no âmbito da Etnomatemática no Brasil e no mundo, tendo como referências principais os estudos realizados pelos pesquisadores nos últimos anos, assim como o estabelecimento de novas perspectivas diante das atuais demandas do ensino nos diferentes grupos culturais e nas consequentes necessidades de formação do professor.

Em linhas gerais, os dois primeiros congressos nacionais, CBEm1 (em 2000) e CBEm2 (em 2004) já apontavam à necessidade de aprofundar as questões relativas à Etnomatemática e à sala de aula, motivo pelo qual o tema do CBEm3 (2008) veio a ser os novos desafios teóricos e pedagógicos da Etnomatemática e teve como objetivo principal promover amplo debate sobre os problemas de pesquisa no âmbito da Etnomatemática no Brasil e no mundo.  Nesse mesmo movimento, pois, por consequência, o CBEm4, que foi realizado entre 13 a 17 de novembro de 2012, na Universidade Federal do Pará, nas dependências do Instituto de Educação Matemática e Científica — IEMCI/UFPA, contando com 400 inscritos, teve como expectativa principal a de promover amplo debate sobre os problemas de pesquisa no âmbito da Etnomatemática, em sua relação com a escola, sendo referências principais os estudos realizados pelos pesquisadores nos últimos quatro anos da época, as demandas atuais do processo de ensino/aprendizagem, formação de professores, formação da escola, assim como o estabelecimento de novas perspectivas educacionais nos diferentes grupos socioculturais.